Loading...

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

Ler e escrever na cultura digital - Andrea Cecilia Ramal

..."vejo o papel do professor decisivo nos três eixos de conteúdos curriculares: nos conteúdos conceituais, como arquiteto cognitivo, responsável por traçar as estratégias e definir os métodos mais adequados para que o aluno chegue a uma construção ativa do conhecimento; nos conteúdos procedimentais, como dinamizador de grupos, ao ajudar os estudantes a descobrirem as formas pelas quais se chega ao saber, os processos mais eficazes e o diálogo possível entre as disciplinas, gerenciando uma sala de aula na qual os estudantes, com suas diversas competências, dialogam com respeito entre si e estabelecem parcerias produtivas; e nos conteúdos atitudinais, como educador, comprometendo-se com o desafio de estimular a consciência crítica para que todos os recursos desse novo mundo sejam utilizados a serviço da construção uma humanidade também nova, com base nos critérios de justiça social e respeito à dignidade humana (Ramal, 2000). Finalmente, creio que devemos pensar o que significa construir uma pedagogia intercultural. O prefixo inter indica ênfase nas trocas, nas conexões, no diálogo".

https://drive.google.com/file/d/0B-K_lhuXWkIPODZhYzg1YzItMDI1MS00MDU3LThmZGEtZGMzNjhjNzUxMzAx/view?usp=sharing

terça-feira, 4 de novembro de 2014

AMOR: Assunto inesgotável.

Que simplicidade!
Que profundidade!

por:

Jetsunma Tenzin Palmo

https://www.youtube.com/watch?v=gjV5zaGd0gA

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Reflexões sobre Ítaca

A seguir, trechos da obra-prima de Kavafis:

Quando você partir, em direção a Ítaca,
que sua jornada seja longa
repleta de aventuras, plena de conhecimento.
Não tema Laestrigones e Cíclopes
nem o furioso Poseidon;
você não irá encontrá-los durante o caminho,
se você não carrega-los em sua alma,
se sua alma não os colocar diante de seus passos.
Espero que sua estrada seja longa.
Que sejam muitas as manhãs de verão,
e que o prazer de ver os primeiros portos
traga uma alegria nunca vista.
Procura visitar os empórios da Fenícia
e recolha o que há de melhor.
Vá as cidades do Egito,
e aprenda com um povo que tem tanto a ensinar.
Não perca Ítaca de vista,
pois chegar lá é o seu destino.
Mas não apresse os seus passos;
é melhor que a jornada demore muitos anos
e seu barco só ancore na ilha
quando você já estiver enriquecido
com o que conheceu no caminho.
Não espere que Ítaca lhe dê mais riquezas.
Ítaca já lhe deu uma bela viagem;
sem Ítaca, você jamais teria partido.
Ela já lhe deu tudo, e nada mais pode lhe dar.
Se, no final, você achar que Ítaca é pobre,
não pense que ela lhe enganou.
Porque você tornou-se um sábio, e viveu uma vida intensa,
e este é o significado de Ítaca.

terça-feira, 2 de setembro de 2014

quarta-feira, 30 de julho de 2014

CLICK SOBRE O TEMA E ASSISTA O VÍDEO MENTES PERTURBADAS 

segunda-feira, 23 de junho de 2014

O que é ser adulto?

Na atualidade, a idade adulta é uma idade de inacabamento, autonomia, liberdade, incerteza, risco e individualização (BOUTINET, 2000). Por outro lado, o adulto inacabado da modernidade avançada coexiste com o adulto padrão da modernidade e estabelece-se um paradoxo particular entre a representação tradicional e a representação moderna (positivista ou pessimista) do que é ser adulto. Os valores pós-modernos caracterizam uma sociedade em que se questionam as evidências, onde os adultos pensam a sua existência num cenário de dilemas, de oposições e de dialética, onde a pessoa e as instituições têm de reinventar-se constantemente.    LEIA NA INTEGRA...http://www.revistas.usp.br/reaa/article/view/11459/13227

sexta-feira, 10 de maio de 2013

Pesquisa de Mercado na área da Saúde.

http://oficinadedados.blogspot.com.br

Levantamento e análise de dados de Mercado.
Oficina de Dados apoiando projetos Educativos com palestras debates e fóruns.

Solicite um Orçamento - (11) 9 9453 3015

segunda-feira, 23 de abril de 2012

Este site é o meu divã. Aqui inúmeras vezes encontrei respostas! Aprenda a diferença que há entre a religião e a fé em Jesus. http://www.caiofabio.net/conteudo.asp?codigo=05962


A vida com Jesus é simples assim! Assista o vídeo:

http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=PWSMOxOlOac
Aprendendo no Caminho Aprendendo no Caminho do Amor Se você quer aprender o que é o Amor assista o vídeo: http://www.youtube.com/watch?v=K9cthjImQFU

segunda-feira, 9 de abril de 2012

Uma breve reflexão sobre a atuação do professor-tutor no AVA.



A relação interpessoal entre professor e aluno é um tema muito importante e por isso bastante discutido entre os teóricos no ambiente presencial. Mas apesar da importância, não é a maioria os professores que pratica, no presencial, todas as recomendações de Vigotsk, Piaget, Freire, Lewin, Wallon entre outros. Já no ambiente virtual essas práticas terão maior peso no que tange ao desenvolvimento da turma, pois além de serem comprovadamente imprescindíveis devem adaptar-se às características de cada geração (x, y, z) e ainda estarão sujeitas a uma interpretação, ou seja, dependerão da escrita ou de símbolos, para terem o real significado e cumprirem seu precioso papel.
Diante deste cenário e para descrever de forma bem sucinta a melhor atuação do professor-tutor, eu começaria citando que a primeira competência para atuar na educação on-line seria a “docência”. Parece redundante, mas muitos professores se esqueceram do que é educar, o que é ser docente, então, um resgate dessa função, ou seja, a função de pesquisador, contextualizador da informação, mediador e facilitador da aprendizagem, já melhoraria muito o desempenho e o processo de adaptação neste novo ambiente. E agora sim outras competências são muito importantes e valem ser consideradas, a começar pela Hospitalidade: saber receber as pessoas no ambiente virtual, sabendo valorizar as diversidades socioculturais. O Suporte: o professor deve oferecer suporte no que diz respeito à utilização do ambiente e dos materiais didáticos, sanar as dúvidas, intervir e ajudar a resolver os conflitos, incentivar a reflexão, o estudo e a participação. A Mediação: O professor deve ter a competência de mediar, de promover a interação. E finalmente, e nem por isso menos importante: O aprender a aprender: O professor deve desenvolver o aluno na sua forma de aprender, levar o aluno a refletir sobre como ele aprende e como ele pode tirar proveito disso.

terça-feira, 13 de dezembro de 2011

ENTREGANDO QUALIDADE E BUSCANDO A SATISFAÇÃO DOS ESTUDANTES

Por:Rosane Lourdes Souza

Resumo
Apresentamos aqui a possibilidade de Ead e Gestão do Conhecimento se misturarem na busca da satisfação dos estudantes. Objetivamos demonstrar que a educação está voltada para o mercado e também está interessada em entregar serviços de qualidade a seus clientes. Clientes esses que não são somente os estudantes, mas todas as pessoas envolvidas no processo de ensino-aprendizagem, pois todos nós temos necessidades e todos nós somos clientes uns dos outros na educação.

Palavras-chave
Ead; Ensino-aprendizagem; Qualidade; Satisfação de estudantes; Didática; Gestão do conhecimento; Avaliação da educação à distância.

Introdução
Considerando que o foco da educação presencial ou virtual é o desenvolvimento humano, em uma perspectiva de compromisso com a construção de uma sociedade socialmente justa, damos inicio a uma reflexão que reúne a qualidade e a didática aplicada a EAD, gestão do conhecimento e satisfação do estudante.
A reflexão em volta da qualidade na educação a distância passa a ter grande valor no momento em que vivemos, pois professores e estudantes precisam desfrutar desta grande oportunidade que a tecnologia nos oferece.
Usaremos aqui a revisão bibliográfica para analisarmos o que renomados autores já publicaram sobre o assunto.

Quer ler o artigo na íntegra? Solicite aqui!

terça-feira, 30 de agosto de 2011

SOBRE TECNOLOGIAS, APRENDIZAGEM E EAD

Sabemos que o processo de aprendizagem hoje se dá de muitas maneiras em tempo constante. Nós professores não podemos concorrer com tantas ferramentas e situações de reflexão e de aprendizagem. Como então podemos participar deste momento que é de grande importância na vida do aluno? Como o professor pode se manter no processo usando e usufruindo das TECNOLOGIAS e desempenhando o seu papel nessa construção de conhecimento e também na formação do cidadão?

O objetivo deste questionamento nos dias de hoje pode nos levar a enxergar e descobrir novos horizontes para o dia a dia do professor, do aluno e da educação de uma forma geral.
Rosane.

terça-feira, 2 de agosto de 2011

Mais um desafio...EAD

Estou como aluna de um curso a distância, só que já descobri que é uma distância transacional, ou seja, distância essa que as TICs diminuem, e isso acaba contribuindo para a autonomia e proatividade do aluno. Tudo de bom... o sonho de qualquer professor. Mas nesse momento sou aluna, ai gente como é bom aprender!!

quinta-feira, 19 de maio de 2011

Sobre as nossas terras filhos da Pátria

“A natureza fez tudo a nosso favor, nós, porém, pouco ou quase nada temos feito a favor da natureza. Nossas terras estão ermas e as poucas que temos roteado são mal cultivadas... nossas numerosas minas, por falta de trabalhadores ativos e instruídos, estão desconhecidas ou mal aproveitadas; nossas preciosas matas vão desaparecendo, vítimas do fogo e do machado destruidor, da ignorância e do egoísmo; nossos montes e encostas vão-se escalvando diariamente, e, com o andar do tempo, faltarão as chuvas fecundantes que favoreçam a vegetação e alimentem nossas fontes e rios, sem o que o nosso belo Brasil, em menos de dois séculos, ficará reduzido aos páramos e desertos da Lybia.
Virá, então, esse dia (dia terrível e fatal), em que a ultrajada natureza se ache vingada de tantos erros e crimes cometidos. Eis, pois... basta de dormir, é tempo de acordar do sono amortecido em que há séculos jazemos...”
Por incrível que pareça, esse texto foi escrito por José Bonifácio de Andrada e Silva em 1823, Brasil Imperial e sem imagens satélite! Rô.

quinta-feira, 12 de maio de 2011

Uma maneira de ver o amor...

Ainda que eu falasse as línguas de todos os homens e me comunicasse com os anjos...

Mesmo que eu tivesse poder de profetizar sempre, e fosse capaz de conhecer todos os mistérios da existência...

Se possuído de toda disposição social eu distribuísse todos os meus bens para sustento dos pobres da terra...

Se eu não tivesse amor, nada seria verdadeiro para mim.

O amor é capaz de suportar...

O amor não conhece a inveja...

O amor não...

O amor é sempre...

O amor nunca busca primeiro...

O amor não se irrita injustamente...

O amor nunca espera o pior...

O amor não se alegra com a injustiça...

O amor é forte, por isso, tudo sofre, tudo...

O amor jamais acaba...

Profecias, todavia acabarão...

As línguas cessarão...

E toda a ciência não se fará mais necessária...

Sim, ainda somos como crianças...

Quando eu era criança, pensava como criança...

Foi apenas quando eu me tornei um adulto que deixei de lado aquilo que me era tão importante...

Porque agora vemos apenas sombras e projeções opacas...

Um dia veremos tudo claro como que face a face...

Agora conheço apenas em parte...
Haverá o dia, entretanto, quando conhecerei tudo em plenitude...

Mesmo ainda vivendo em relatividade, devo saber que a busca das melhores virtudes não está adiada para a eternidade.
Começa aqui.


Assim, sei que agora permanece a fé, a esperança, o amor!

O maior destes, todavia, é e sempre será o amor!

I Cor 13 ap.Paulo.

quarta-feira, 6 de abril de 2011

AMAR O DIFERENTE, quem ensinou isso?

Lendo,citando e refletindo o Caio:

Com toda essa diversidade, das pessoas e dos tempos de hoje, surge uma questão:
A quem devo amar?

Amar moralmente significa amar enquanto a pessoa se comporta como a gente.
Se ela for diferente ou se tornar diferente, ou mesmo tiver um comportamento diferente, mesmo que tal coisa seja apenas na área particular e privada ou envolva apenas uma decisão de foro intimo, nesse dia, tal pessoa perderá todos os seus “amados”, pois era amada apenas moralmente.

Para esses, o irmão, o camarada, o amigo, o “amor da sua vida” é o igual, e o próximo é apenas aquele que lhe é semelhante.

Ora, Jesus mandou amar até o inimigo, quanto mais o diferente!

Além disso, Ele disse que amar os que nos amam e tratar bem os que nos tratam bem é apenas um comportamento pagão, posto que é assim que qualquer pagão, minimamente, trata um ao outro.
Acreditar, ter Fé, ter Esperança, para quê? Para amar assim? Para amar o que te agrada?
Amar a quem nos ama, ser amigo de quem nos estende a mão, não exige de nós nada além do que pé no chão, do que sentimento sob controle e do que exercícios diários de racionalidades humanas.

Mas... e transcender?

Jesus disse que deveríamos buscar amar e ser amigos do jeito do Pai (um jeito divino), um amor que é bom para com maus e bons, e derrama Graça sobre todos, que faz nascer o sol sobre o justo e o injusto, sem pensar nas diferenças.

É...quem sabe... um dia... em um momento... por um minuto...Quem sabe a gente consiga imitar o Divino.

sexta-feira, 1 de abril de 2011

pensando e escrevendo...funciona?

Depois de ler e ouvir Viviane Mosé/Extras em seu site (www.vivianemose.com.br) e de ler uma citação da minha irmã Elizete no facebook que dizia: “ Para que levar a vida tão a sério se ela é uma incansável batalha da qual jamais sairemos vivos ?!?!??!? “Bob Marley" deu vontade de escrever assim...

INCANSÁVEL VIDA

Hoje tenho vida
Em parte comprei
A outra aluguei
E um pouco ganhei

Da minha vi
Da do outro ouvi
Nem sempre busquei

Batalha sempre senti
Na pele da vida
Talha de um lado
Bata do outro
Batalha se trava assim

Vencer no fim é pouco
Vencer hoje e todo dia
A morte eu não conheço
Vencer pra mim é vida

Ai que prego essa vida
Vida que quero?
O que quero da vida?
Vivida batalha
De todo dia
Incansável batalha não
Incansável vida!



“Rosane Lourdes” essa é minha.

quarta-feira, 30 de março de 2011

Não pare nunca... essa é a dica!


"Quem deixa de ser um estudante nunca foi um estudante." George Iles